One Last Hope

one last breath

0 notes

Eu nunca,

eu realmente nunca pensava que isso pudesse acontecer. Eu realmente acreditava em tudo, por tudo que nós já passamos e conversamos, por absolutamente tudo.
Mas não sei o que aconteceu, e acho que nem você sabe. De repente, tudo ficou assim, estranho. Mas eu continuava sentindo o mesmo, uma amizade incondicional por ti.

Continuava ligando e me importando e querendo saber o que você fez e como você estava, mas mesmo assim, tudo continuava estranho, ou até mesmo piorando.
E o pior de tudo: eu não sentia que você era a mesma de antes, não sentia que você mantinha o que sentia por mi antes, e isso de certa forma me incomodava e me entristecia.

Mas não parei. Continuei lutando para que essa chama não apagasse. Ligava, conversava horas, que nem antes, tentei te ver, FUI te ver, e as coisas continuavam as mesmas, e eu não entendia o porque, já que estava fazendo o que eu podia, não por obrigação, mas sim por vontade.

Daí resolvi parar. Parar de fazer tudo o que eu estava fazendo, não poque eu não queria mais ouvir sua voz ou porque não queria mais te ver, mas sim pra ver se com o meu sumiço, você viria me procurar de alguma forma, de QUALQUER forma, como você bem fazia antes. Mas isso não aconteceu. Juro que não fiquei tão surpreso, já esperava por isso. Mesmo assim, continuei acreditando em algo que, creio eu, já havia acabado há tempos, e achei que, talvez, mesmo sem um convite, você fosse ou pelo menos PERGUNTASSE o local e horário do evento que seria um dos mais importantes da minha vida. Mas não, você não fez isso. Eu cantava naquele palco e olhava pra ver se, sei lá, você talvez aparecesse e fizesse uma surpresa. Mas não.

Nem ligar pra se desculpar ou perguntar como foi e o que aconteceu você fez. Num dos eventos mais importantes da minha vida.
Eu não sei o que aconteceu. Eu já chorei pensando demais nisso, eu já chorei lembrando do que já passamos, e já chorei por saber que nunca mais vamos passar nada daquilo,nunca mais.

Não sei como algo que era tão grandioso pra mim como sua amizade pôde se desmanchar assim tão rapidamente, e pior: tão insistentemente.

Eu não te amo mais da forma que amava, e não confio mais da forma que confiava. Eu não sei de quem foi a culpa, acho que de ninguém. Mas fiz o que pude. Não adiantou.

Cansei, infelizmente. Me desculpe. Eu tentei, mas não sou de ferro. Eu tenho um coração, eu tenho sentimentos, eu TINHA sentimentos.

Mas mesmo assim, eu nunca te esquecerei.

2 notes

"I wake up in the morning, I look at my guitar and I go: ‘what can possibly happen between you and me today?’" 
John Mayer

"I wake up in the morning, I look at my guitar and I go: ‘what can possibly happen between you and me today?’"

John Mayer